Qual é o seu carma?

Você tem carma?

Se você vive no mesmo mundo que eu, então não existe dúvida: sim, tem!
Existe um jeito simples de saber qual é – e outro mais simples ainda de superá-lo.

Mas precisamos saber o que isso significa: carma é uma palavra que tem origem no antigo sânscrito e que significa “ação”, portanto, ele é a consequência de nossas ações. Da mesma maneira que entendemos leis físicas de ação e reação (por exemplo, socar uma parede vai lhe custar uma tremenda dor nas mãos), então tudo mais que realizamos no mundo também trará alguma energia de retorno.

Esta é uma das correspondências entre Leis da Vida e leis da física, mas se processando em diferentes frequências.

Resumindo: tudo que fazemos trará consequências, “boas” ou “más”, a curto ou longo prazo.

Beber veneno tem consequência imediatas. Por outro lado, existem “venenos brancos” muito apreciados em nossa mesa (farinhas, açúcar e sal) que provocam danos a longo prazo, ou melhor, tem consequências negativas ao longo da vida.

Como a roda da vida não cessa seu movimento, entendemos que nosso momento presente é o resultado do passado. E que nossas ações no dia de hoje, agora mesmo enquanto você lê este texto, são as sementes do amanhã.

Agora vem a primeira chave: quer saber qual é seu carma atual? Observe pessoas, circunstâncias e situações de sua vida, exatamente estas que estão a seu redor no preciso momento.

Carma não deve ser visto como sinônimo de sofrimento, mas de aprendizado: é uma medicina para nossa alma. E como qualquer outro remédio, torna-se desnecessário quando cumpre seu papel curador (esta é a Sabedoria Divina em ação).

Por isso, aquilo que existe em sua vida neste momento, são precisamente as lições que tem para aprender: este é seu carma!

Se estas situações se repetem, então é simples de entender: a lição ainda não foi aprendida – como qualquer estudante desleixado, estamos repetindo de ano!

E porque estas situações ocorrem, e muitas vezes tornam a ocorrer e a se repetir? Porque as causas estão dentro de nós, em nossos pensamentos e emoções, em nosso nível de consciência (o ímã que atrai todas as circunstâncias). Por isso, o autoconhecimento e a autotransformação são os únicos meios de superação. Se não nos voltamos pra dentro, sempre nos sentiremos vítimas de situações que nós mesmos criamos (e uma vítima não tem poder de realizar mudanças!).

 

Rafael Zen
Siga-me!

Rafael Zen

Somos seres essencialmente espirituais, vivendo uma experiência material. E nessa extraordinária jornada, tudo vale a pena ser vivido!...
Rafael Zen
Siga-me!

Últimos posts por Rafael Zen (exibir todos)

Comente! Sua opinião é importante pra nós!