O que sua vida revela sobre você

Desde crianças, somos separados em salas de aula por idade. Em algumas escolas, por sexos. Quando adolescentes, naturalmente nos separamos por grupos. Quando adultos, por classe social ou profissão. Ou seja, desde cedo somos segmentados, e isso facilita algumas coisas.

Por exemplo, quando você escolhe um mercado de atuação profissional, você se torna um expert no que faz. Isso é muito bom pra você, e melhor ainda pra quem o procura, porque sabe que vai ter resultados de qualidade no serviço que contrata.

Quando você vai a uma padaria, sabe que terá muitas escolhas de massas e quitutes pro café da manhã – mas seguramente não vai encontrar gasolina pra vender!

Em sua casa, há um cômodo pra dormir, outro pra cozinhar. Numa gaveta do quarto, meias. No móvel da cozinha, panelas.

Separar, compartimentar, nos ajudam a estabelecer ordem.

Mas existem detalhes que costumam passar despercebidos: se um rato morrer na sala da sua casa, o mal cheiro vai infestar todos os cômodos. Se faltar combustível, seu trabalho e vida pessoal serão igualmente afetados. Se os impostos sobem, toda a sociedade reclama. Se a temperatura do ártico se eleva apenas 2 graus centígrados (e isso está acontecendo!), o gelo derretido muda as marés dos oceanos, causando fenômenos climáticos por todo o planeta. Se você tiver uma inflamação na garganta, todo o seu corpo vai arder em febre…

A conclusão disso é simples: fragmentar as coisas pode até facilitar nossas vidas, mas o que acontece em um departamento vai inevitavelmente afetar todo o conjunto porque tudo está conectado.

Essa unidade de todas as coisas, fato conhecido dos sábios da antiguidade, é por si só um tema extenso. Antropólogos e cientistas políticos já perceberam que o que ocorre dentro de um “sistema social” aparentemente isolado, afeta todos os demais. Por exemplo, taxas altas de inflação e desemprego geram alto volume de pessoas em postos de saúde e hospitais. E a física quântica confirma: somos todos uma coisa só – uma família, uma sociedade, uma única humanidade, um universo… como células que somente existem porque estão unidas a todo o resto.

No nível microcósmico (o ser humano), que é um reflexo holográfico d’O Todo, é claro que o mesmo acontece: somos uma consciência que pensa, sente e vive experiências através do corpo. Mas – e isso é importantíssimo – tudo isso está intimamente conectado. E todos estes setores estão se influenciando constantemente, ininterruptamente.

Por exemplo: se você se machuca, se torce seu pé, não é apenas sua mobilidade que é afetada. Existirão pensamentos e sentimentos positivos ou negativos sobre o que ocorreu, como isso vai mudar seu modo de vida, que providências serão tomadas… Isso também vai afetar seu contexto familiar, profissional, médico, alimentar, seu deslocamento, etc… Ou seja, tudo é influenciado por uma pequena lesão.

Mas o oposto também é totalmente válido: aquilo que você pensa e sente está constantemente influenciando seu corpo. Faça o teste agora mesmo: traga a sua mente lembranças boas e sinta como suas sensações internas reagem de maneira agradável em você. Depois troque estes pensamentos por alguma dificuldade ou problema, mesmo que passado, e observe como IMEDIATAMENTE seu corpo reage. É só um pensamento, mas interage no mesmo instante com sua matéria física.

Entender esse principio é chave pra resolvermos muitas coisas – talvez, todas elas – porque tudo que você vive, suas sensações internas, seus relacionamentos, sua saúde, seus sucessos ou fracassos… absolutamente tudo é uma extensão de quem você é. Trocando em miúdos, você é responsável por tudo que ocorre em sua vida, quer você tenha consciência disso ou não.

Vamos começar de dentro pra fora: você já percebeu que bons pensamentos criam boas sensações internas, correto? Isso acontece porque seus pensamentos mudam sua química cerebral, seus hormônios e seu humor. “Pessoas felizes são mais saudáveis” mostram alguns estudos, pelo mesmo motivo citado: estados interiores de alegria liberam endorfina e fortalecem nosso organismo.

Quando estamos felizes, atraímos pessoas que estão na mesma sintonia (“semelhante atrai semelhante” é um princípio universal que afeta tudo e todos). E com isso, temos relacionamentos harmônicos, equilibrados e construtivos.

Quando confiamos em nós mesmos, nos arriscamos para melhores propostas de trabalho, estudamos, nos dedicamos, reconhecemos nosso potencial e colhemos os frutos do nosso esforço.

E todas estas ligações, e muitas sincronicidades e coincidências que ocorrem na vida de todo mundo, acontecem porque estamos todos imersos em uma mente coletiva. Alguns estudos já mostram que a mente não está “dentro do cérebro”, mas sim que se distribui por todas as células do corpo, e além dos seus limites físicos, através de “campos de informação”. E, naturalmente, estamos interagindo com todos estes campos simultaneamente.

Estes exemplos procuram apenas mostrar que tudo que acontece, somente existe porque você está lá. Pode até parecer obvio demais, mas quando nos sentimos vítimas de algo ou impotentes diante de uma situação, é sinal que ainda não internalizamos este postulado.

E que toda sua vida é apenas um reflexo de seus pensamentos, sentimentos e comportamentos. Por isso muitas tradições antigas se referem a nossa vida como uma “jornada de cura”, porque quando as coisas “dão errado” no lado de fora, significa que já estão erradas por dentro, e há muito tempo!

Esse é o princípio da medicina psicossomática, que ao reunir informações sobre um mesmo sintoma no corpo (uma “doença”), percebeu que existem padrões mentais comuns a todos os afetados.

Este é o princípio da psicologia sistêmica, que mostra que você está influenciando um ambiente dinamicamente, e que a forma como interage com sua família e amigos é determinante para a maneira como eles compartilham o relacionamento com você – positivamente ou não.

Este é o princípio do “mindset do sucesso”, um termo relativamente novo, e que mostra que existem padrões de pensamentos por traz da vida de pessoas realizadas – e também das fracassadas.

Esta é a ideia central por traz de todas as técnicas de desenvolvimento pessoal: ao mudar sua forma de pensar, ao transformar seus comportamento e interações com o meio, toda sua realidade será naturalmente transformada pra melhor. Porque você é o centro do seu universo pessoal, e quando o centro muda, todo o resto ressoa na mesma frequência!

Siga-me!

Rafael Zen

Somos seres essencialmente espirituais, vivendo uma experiência material. E nessa extraordinária jornada, tudo vale a pena ser vivido!...
Rafael Zen
Siga-me!

Últimos posts por Rafael Zen (exibir todos)

4 thoughts on “O que sua vida revela sobre você

  1. Oi Rafael, boa noite. Excelente texto. Objetivo e preciso. De forma geral as pessoas tem muita dificuldade de entender que não são os fatores externos os responsáveis pelas adversidades pelas quais estão passando. Mesmo quando alertadas sobre o assunto, preferem (é mais cômodo) acreditar que não tem sorte, que são azaradas e por aí vai. Quando entendem alguma coisa, alegam que é muito difícil falar sobre traumas e outros acontecimentos negativos. Optam, dessa forma, por permanecer em seu mundo de lamúrias e de vitimização, se tornando indesejadas seja no ambiente social ou familiar. Muito grata por seus textos. Sabe que confio muito em você, já que indico pra muitas pessoas, especialmente minhas sobrinhas Débora, Carol e Renata Niemeyer, suas clientes que gostam demais de você. Abraços e ótimo fim de semana pra você e sua família!

    1. Oi Tania!
      Todo meu esforço e dedicação são pra que qualquer pessoa possa entender a mensagem que, resumidamente, seria: eu sou o agente central e criador de minha vida; tudo que acontece somente existe graças ao meu modo de ser. Mas como vc bem mencionou, sentir-se vítima é muito mais “fácil”, já que neste caso eu tenho apenas que esperar sentado pra que um milagre salve todos os meus problemas (algo que pode nunca acontecer!).
      Ao passo que responsabilidade exige ação – mas que ao mesmo tempo, colocam o poder em nossas mãos.
      Abraços pra vc e suas sobrinhas queridas!

  2. Oi Rafael, continuo acompanhando suas postagens e tenho muita admiração e carinho pelo seu trabalho e vc. Seus textos sao incriveis, vc consegue captar e tocar os assuntos que precisamos ouvir. gratidao.
    um grande abraço

Comente! Sua opinião é importante pra nós!